segunda-feira, 25 de outubro de 2010

A história de um milagre Por Clube dos Vira-Latas ·


Às vezes, a natureza nos surpreende. Por este motivo hoje, esta história não será contada na pessoa dos cãezinhos resgatados como sempre e sim na do narrador, pela simples incapacidade deste de expressar seus sentimentos na pessoa de um cão para esta história triste, mas linda.

Neste final de semana, recebemos um chamado dizendo que uma mamãe, que havia dado a luz a seus filhotinhos há menos de uma semana, havia sido atropelada. Imediatamente corremos ao seu encontro e de seus filhotes, mas infelizmente para a mamãe já era tarde demais. Resgatamos então os filhotes e trouxemos para o abrigo na esperança de que uma de nossas mamães pudesse amamentá-los e estimular seus corpinhos.

Como vocês sabem, todos os cães que chegam até nós, além de cuidados, são castrados. Gravidez psicológica não é incomum em grupos de cães, mas é extremamente rara em cadelas castradas. Há algumas semanas, porém, uma de nossas peludas começou a apresentar sintomas de gravidez, algo impossível para ela, que já foi castrada. Obviamente, tratava-se de uma dessas gravidezes psicológicas raras.

Inicialmente, tentamos colocar os filhotes órfãos com as mamães, mas todas rejeitaram os mesmos para cuidar de seus próprios. Foi quando nos lembramos de nossa “mãezinha psicológica”. Ao aproximarmos os filhotes dela, ela imediatamente começou a lambê-los e minutos depois estava produzindo leite. Eles começaram então a mamar como loucos e ela, desde então, não descuidou deles um minuto sequer.

Há muito tempo nenhuma de nossas peludas castradas apresentava gravidez psicológica. Foi como se ela tivesse recebido um “chamado” para que estas novas vidinhas pudessem crescer sadias e em segurança.

Sentimos pela mamãe que faleceu, mas não deixamos de enxergar aqui a beleza da vida e da natureza agindo pelas suas próprias maneiras que estamos longe de compreender, mas que nos surpreende e comove sempre.

Os filhotes agora estão em segurança conosco e a “mamãe psicológica” orgulhosa e feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário